Departamentos

12/01/2016

DECEM

Departamento de Cirurgia Endovascular (DECEM):
Presidente: Dr. João Carlos Ferreira Leal (SP)
E-mail: joaocarlosleal@hotmail.com.br

 

            

 

Nos meses de Setembro e Outubro/2016 ocorreram duas reuniões na Associação Médica Brasileira (AMB), sobre a área de atuação em angiorradiologia e cirurgia endovascular, com a participação das quatro Sociedades envolvidas no tema: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV), Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SOBRICE) e Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBC/SBHCI).

Essas reuniões foram principalmente motivadas pela atuação e cursos de atualização em tratamento endovascular nas doenças arteriais periféricas por alguns cardiologistas intervencionistas.

Na primeira reunião, a SBCCV foi representada pelo seu Presidente, Dr. Fábio Jatene e na segunda, pelo Presidente do Departamento de Cirurgia Endovascular e Minimamente Invasiva da SBCCV (SBCCV/DECEM), Dr. João Carlos F. Leal e pelo Dr. José Honório Palma da Fonseca.

A SBCCV defendeu a atuação das cirurgias cardiovasculares nos procedimentos endovasculares da aorta torácica e abdominal e houve apoio da AMB e das demais Sociedades de Especialidade quanto ao nosso pleito.

O Presidente da AMB, Dr. Florentino Cardoso Filho, nos comentários finais, confirmou o parecer favorável à SBCCV para o tratamento endovascular na aorta torácica e abdominal, em função do conteúdo programático dos Programas de Ensino Treinamento da SBCCV. Isto reforçou dois pareceres semelhantes, emanados em 2008 e 2015 pela Comissão Mista de Especialidade (CME).

Essa decisão vem referendar o antigo pleito da SBCCV que possibilita e legitima a atuação dos cirurgiões cardiovasculares nos procedimentos endovasculares da aorta torácica e abdominal.

 

Prof. Dr. Fábio Jatene                               Prof. Dr. João Carlos F. Leal

Presidente SBCCV                                    Presidente SBCCV/DECEM

 
 
 

 

 

DECEM - Relatório Atividades no 43 Congresso SBCCV

O DECEM, no ultimo Congresso Brasileiro em Fortaleza, realizou uma programação científica baseada na vanguarda da cirurgia minimamente invasiva, endovascular e procedimentos transcatéteres no tratamento das doenças estruturais do coração.

Os participantes, em sua maioria nacionais, de vários serviços de cirurgia Cardiovascular, demonstraram de maneira clara suas opiniões e experiências.   Cabe ressaltar a presença internacional do Professor Roberto Di Bartolomeo, da Universidade de Bolonha, Itália. O Prof. Henrique Murad apresentou o Prof. Di Bartolomeo, que demonstrou  sua enorme experiência no tratamento das doenças da aorta. Dois destaques marcaram suas apresentações: a primeira foi o Frozen Elephant Trunk (FET), uma alternativa no tratamento do arco aórtico e aorta descendente, combinando o tratamento convencional com o endovascular para um subgrupo de pacientes. O segundo destaque foi tratamento híbrido nos aneurismas  tóraco-abdominais.

As sessões, dividimos de acordo com os temas atuais. No tratamento das doenças da aorta, foram abordados procedimentos desde a raiz da aorta até a aorta abdominal. Estiveram presentes nessa sessão os palestrantes Ricardo R. Dias, Luciano C. Albuquerque, Eduardo K. Saadi e Noedir G. Stolf, sob a excelente coordenação da dos cirurgiões cardiovasculares Marcela C. Sales e Renato B. Pope.

Nas intervenções minimamente invasivas, foram discutidas estratégias e novos materiais que melhoram o resultado em longo prazo. Bioprótreses sutureless demonstraram que são uma alternativa para pacientes com cirurgias concomitantes e minimamente invasivas. Estiveram presentes os palestrantes Wanewman Andrade, Jerônimo A. Fortunato Jr, Gustavo C. Aguiar Ribeiro, Carlos Manuel de A. Brandão, Olivio A. de Souza Neto e João Carlos F. Leal, com os competentes coordenadores Frederico Di Giovanni e Roberto Gomes de Carvalho. 

Tratamos também sobre as novas tecnologias frente ao cenário econômico do país, com a excelente conferência ministrada por Fábio Jatene, sob a presidência de Eduardo K. Saadi.

A sessão de tratamento das doenças estruturais do coração com cateteres foi a atividade com maior audiência e abordou desde o tratamento na valva aórtica mitral até o fechamento da comunicação interatrial, colocando em discussão as diversas vias de acesso para abordagem dessas estruturas.  Cabe ressaltar que o DECEM/SBCCV estão bem empenhados para atuar nessa área de intersecção. Estiveram como palestrantes José Honório Palma da Fonseca, Diego F. Gaia, Eduado K. Saadi, Magaly Arrais dos Santos, Fernando A. Luchese e Rui M. S. Almeida. Foram coordenadores dessa mesa Marco Antônio Praça  de Oliveira e João Carlos F. Leal.

De modo geral, o número de pessoas na plateia foi maior que o esperado, superando as expectativas, demonstrando a importância desses temas na Cirurgia Cardiovascular e Endovascular.

Na reunião do DECEM, com pouquíssimos cirurgiões em função do conflito de horários, foram discutidas a preferencia por cursos educacionais sobre TAVI, TEVAR e cirurgia minimamente invasiva, no qual a Presidência da SBCCV está dando prioridade.

Finalizo esse breve relatório sobre o DECEM no Congresso da SBCCV em Fortaleza, na certeza de que os cirurgiões do Brasil estão buscando iniciativas para estarem na vanguarda e na expectativa de um cenário econômico mais promissor para nós médicos e para a SBCCV, nossa entidade maior.

 

Joao Carlos Leal

Presidente do DECEM 2016-2017

 

 

 

Voltar | Topo

Mapa do Site

Site da SBCCV Leitor RSS
Contatos Telefones GN1